Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

O que a Globo, liderando a mídia, quer que você acredite.

Caro amigo virtual.
O que a Globo e a mídia quer que você acredite.
Em primeiro lugar, acho que a Mídia vai tentar lhe convencer que Temer, o caridoso, só estava com peninha da família de Eduardo Cunha quando disse o que disse sobre a mesada de 400 mil por semana a Funaro para manter ele e Cunha “em silêncio”, fora um residual de 5 milhões. Como se os milhões do casal Eduardo e Cláudia tivesse realmente sido transferido para outra dimensão e desaparecido do planeta terra. Tadinhos, né? Se essa conversa para manter Temer na presidência não colar, e acho difícil que cole, Temer vai cair. É o mais provável. E se ocorrer à queda de Temer, a Mídia vai tentar convencê-los que deveremos respeitar a Constituição assim como está pregando Fernando Henrique Cardoso, aquele ex-presidente que, em sua trajetória, nunca respeitou a Constituição ou o próprio país. Lembre-se da compra de votos para reeleição? Ele, FHC, não respeitou a Constituição quando comprou votos para mudar o prazo máximo de govern…

A certeza é uma farsa!

"...um homem constrói toda sua vida acreditando numa certeza, a ela se sacrificando, matando sentimentos profundos, sufocando desejos, justificando erros. E, de repente, todo o mundo que construía, no plano ideal, explode. A certeza é uma farsa."Ariovaldo Matos

Como nasce um poeta - Homenagem aos dia das Mães.

Ela não pretendia ter mais filhos, tinha três, dois homens e uma mulher. Mas numa dessas noites que eles transbordavam alegrias, após sorverem borbulhante Moet Chandon, no outono de suas vidas, resolveram se amar intensamente. Na luxuriante noite, reservas à parte, um óvulo esquecido resolve abrigar um vitorioso invasor. Pouco tempo depois, náuseas e antipatia a odores fortes denunciaram a intenção divina de lhes proporcionar um novo desafio. Não era hora, o jornalista, assustado, pensou em aliviá-la da nova carga, ela, em dúvida, ressequia entre o medo do procedimento médico e da dura labuta da realidade a ser enfrentada. Ao vislumbrar a angustia da amada, o jornalista se encheu de brios e sentenciou: “é só mais uma boca”. E a união entre o invasor e sua maculada morada fundiram-se em cadeias de DNA, formando proteínas absorvida dos sais carbonados que circulavam no viscoso líquido carmim. Com o passar do tempo, absorvendo cada vez mais partículas da natureza se uniam e se subdividia…

A vaca, o Brasil, e a felicidade.

Certa feita me contaram uma história engraçada de uma vaca muito especial. Quando me contaram a historieta não notei sua importância no contexto histórico da humanidade. Hoje, porém, vejo e entendo o sentido daquele conto e posso fazer uma analogia com o atual momento brasileiro. 
Segue a historinha.   
Em um bucólico vilarejo, morava uma família que vivia do produto de seu trabalho realisado numa pequena fazenda no interior da Bahia. Pai, mãe e filhos, viviam sem luxo, mas moravam numa casa aconchegante e alegre. Seu Inácio, o patriarca da família, ficou orgulhoso quando pode, (aproveitando que o progresso chegara a cidade trazendo a bendita tecnologia e a energia necessária), usar de suas economias para comprar todos os utensílios domésticos vendidos na mais nova loja da cidade próxima, e assim ele fez, comprou: televisão, tanquinho, vídeo, celulares, geladeira, fogão à gás e o tal do computador com internet.           Com toda essa modernidade veio à influência das redes…

Rosa tem febre demais - Ariovaldo Matos

Espero a madrugada e visto minha roupa de sonho. Depois, sem que minha mulher desperte, ganho as ruas de silêncio e caminho passos de quem foge, aproveitando manchas de escuridão, sombras que grandes árvores projetam.
          Agora atinjo as avenidas centrais. Luzes ferem os meus olhos e passam os boêmios e as prostitutas. Alguns param e olham minha fantasia de sonho — as longas barbas brancas, o vermelho manto bordado de arminho, negras botas que confundem meus pés com o asfalto. Olham e seguem e caminham, e mais rápidos são os passos porque agora sou esperado e é hora de chegar.
          Mais além, no largo, antes da ladeira, estão os motoristas. Dizem coisas pornográficas, contam episódios de sangue, mas eu caminho e passo e eles fazem silêncio quando me vêem. Alguns, os mais velhos, atiram moedas no asfalto e eu as recolho e seus olhos me acompanham enquanto, na outra esquina, encontro a ladeira e vou começar a descê-la. Então, voltam aos temas de antes e terei sido um …

Feliz dia das mães.

Dalvinha. Professora Dalva Manta Malaquias Matos


Ando pelas ruas e vejo nos olhos das gentes humildes a alegria perdida. O dia das mães será o mais tristes dosúltimos 13 anos. 
     Não só ver o comercio as moscas, mas principalmente nota-se nos sobrolhos o retorno do sentimento de pobreza, do amor próprio perdido na esquina de um golpe político que tirou a dignidade de um povo antes alegre e festivo. 
     Um golpe podre, fruto da união de uma mídia mentirosa, de um congresso corrupto e de um judiciário que " deu uma pausa na justiça e está presente no nefasto estado de exceção".
     Como desejar um feliz dia das mães? 
     Dê um abraço em sua mãe se enquanto ainda a tem. E lute para conquistar de volta sua dignidade e sua liberdade. Diretas Já!

No Mar - Ariovaldo Matos

No Mar. O velho espiava-nos com desagrado. Éramos intrusos naquelecamarote de beliches estreitos, duros, as paredes pintadas de verde, um verde pesado. O homem louro, ao contrário, parecia entre alegre e cerimonioso. — Lombardi, — disse em francês — Paco Lombardi, um amigo. Compreendem-me? Disse que sim, compreendíamos seu Francês. Apontando para o velho do beliche inferior, à esquerda, Lombardi apresentou-o: — Aquele é o árabe Harmel. Estamos juntos desde Buenos Aires. Disse meu nome e Argileu, o mulato baiano, atreveu-se a  estender-lhe as mãos. O velho mexeu-se sobre o beliche, os olhos remelentos, suor escorrendo pelo pescoço. — Harmel — disse ele. Argileu recolheu as mãos vazias, desejando dominar o desapontamento. Lombardi, de novo falando em francês, disse: — É um velho estúpido. É um velho terrivelmente estúpido. Podemos falar dele e não protestará. Nada entende de francês... Ou vocês preferem espanhol? Espanhol esse velho entende. Harmel, de costas, olhava antiga fotografia. Lomb…

Em resposta a artigo publicado no facebook de Joaci Goes, publicado na Tribuna da Bahia em 04/05/17 sob o título: Oposição ao Brasil

Em resposta a artigo publicado no facebook de Joaci Goes, publicado na Tribuna da Bahia em 04/05/17 sob o título: Oposição ao Brasil

É engraçado ver um cem números de baba-ovos de políticos, aplaudindo canalhas, que estão levando o Brasil ao caos ao entregar suas riquezas ao capital especulativo.
Que país decente vive do sofrimento de muitos para amplificar a riqueza de poucos? 
Essa canalhice de usar argumentos não provados, tentando desqualificar os governos que realmente atuaram a favor do povo, com série bem articulada de sofismas, já que as estatísticas e índices comprovam completamente o oposto.
Como defender uma "direita" podre, formada por pessoas inumanas, egocêntricas e desprezíveis que elevaram o desemprego a tetos recordes, que reduziram o crescimento do país a praticamente zero e que põe a reboque do lucro de banqueiros e rentistas plutocratas a saúde financeira de milhares de famílias, de homens honestos e trabalhadores, pode ser um caminho válido.
Desde quando u…